quinta-feira, 30 de junho de 2016

O QUE É EVANGELIZAÇÃO

RESUMO DA LIÇÃO 01

O QUE É EVANGELIZAÇÃO


INTRODUÇÃO
A evangelização é a missão suprema da Igreja. Essa missão não é somente da liderança, mas todo crente tem a responsabilidade de anunciar as Boas-Novas.
Vale lembrar, que a evangelização não se resume apenas, a anunciar o Evangelho àqueles que ainda não o conhecem. A evangelização envolve também o discipulado, o batismo em águas e a integração do novo convertido.

Não podemos mais adiar esta urgente missão, nem deixá-la em segundo plano.


I. Diferença entre evangelização e evangelismo;
a) Evangelização. É a prática de comunicar o Evangelho aos perdidos.

b) Evangelismo. É a doutrina de evangelizar, com os seus métodos, fundamentação bíblica e organização.

É correto usar os termos 'evangelização' e 'evangelismo', pois a evangelização depende do evangelismo. Uma é a teoria e a outra, a prática.

II. Como evangelizar
Jesus, o nosso mestre por excelência, foi o maior exemplo de evangelização. Seguindo o seu método temos quatro formas distintas de evangelização:

a) Evangelização pessoal. Jesus evangelizou a mulher samaritana e Nicodemos, em diálogos com eles.

b) Evangelização coletiva. Jesus fez vários sermões para as multidões, pregando o Evangelho.

c) Evangelização nacional. Sendo judeu e vivendo como tal, Jesus falava no idioma da sua nação, conhecendo bem o povo judeu e a sua cultura.

d) Evangelização transcultural. Mesmo tendo sido enviado às ovelhas perdidas da casa de Israel, Jesus socorreu também estrangeiros como o servo do centurião romano, a mulher Siro-Fenícia e muitos samaritanos.

III. Por que evangelizar?
Há pelo menos quatro razões que nos levarão a falar de Cristo a tempo e fora de tempo:

a) A evangelização é um mandamento de Jesus; (Mt 28.19; Mc 16.15; At 1.8)
b) A evangelização é a maior expressão de amor;
c) O mundo jaz no maligno e caminha a passos largos para a perdição eterna;
d) Em breve Jesus voltará e não sabemos quanto tempo nos resta.

Conclusão
As lições deste trimestre são um convite para a Igreja retomar, urgente, a sua missão de transmitir o Evangelho de Cristo aos perdidos. Precisamos nos envolver diretamente nesta missão e nos preparar para executá-la. É muito importante que a Igreja ao pregar, pregue as boas novas de salvação e não se ocupe com fábulas e filosofias humanistas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário