terça-feira, 26 de janeiro de 2016

SETE PASSOS PARA UM CASAMENTO FELIZ.



Eu vou completar em abril, 13 anos de casado e graças a Deus sou muito feliz, vivendo muito bem. Claro que a vida de casado não é feita só de rosas. Há espinhos e dificuldades também.
O primeiro passo para uma vida a dois feliz é casar na direção de Deus, com alguém que teme ao Senhor. Dificilmente, um casamento com alguém que não segue a mesma fé que nós, dará certo. A Bíblia diz que não devemos nos prender a jugo desigual com os infiéis, pois, não há comunhão entre a luz e as trevas.
O segundo passo para um casamento feliz é lermos menos romances e mais a Bíblia. Apesar de encantador e bonito, o modelo de relacionamento do romantismo é irreal. A Bíblia, no entanto, fornece a orientação de Deus para o casamento. Se os dois cumprirem as suas responsabilidades como descrito na Bíblia, não há como não dar certo.
O terceiro passo é nos conscientizarmos de que o casamento não pode acabar, exceto com a morte. Quando sabemos que o casamento não pode acabar, lutamos com todas as nossas forças para torná-lo agradável. A principal razão dos casamentos não durarem, é porque as pessoas já casam pensando em separar. Dizem que vão casar, mas, se não der certo, cada um vai para o seu lado. Um casamento assim já nasce, sem confian e está fadado ao fracasso.
O quarto passo é afastar do casamento quaisquer resquícios de machismo e feminismo. Estas duas filosofias são diabólicas e destroem qualquer casamento, ou no mínimo, deixam uma das partes infeliz. Marido e mulher não são competidores, são parceiros; são 'uma só carne'. Portanto, agredir de qualquer maneira ao cônjuge é agredir a si mesmo.
Em quinto lugar, deve haver constante diálogo respeitoso entre o casal. Diálogo é uma via de mão dupla. É diferente do monólogo, onde apenas um fala. É muito importante que haja perdão quando um ferir ao outro. Nunca se deve guardar rancor, pois, isso destrói o casamento e a saúde de quem o guarda.
Em sexto lugar, devemos orar pelo nosso casamento, pois, o diabo luta para destruir as famílias. Há coisas que acontecem que são setas malignas, que somente com oração, podem ser vencidas.
Em sétimo e último lugar é preciso vigiar. Há muitas coisas que destroem o casamento, que podem ser evitadas com um pouco de vigilância. O ciúme, as palavras duras, discussões por bobagens, desperdícios, saídas sem avisar, chegadas tarde sem necessidade e sem aviso prévio, etc. são coisas que prejudicam o relacionamento. Devemos evitar ao máximo, fazer aquilo que o nosso cônjuge não gosta e procurar, na medida do possível, fazer o que lhe agrada.

Pb Weliano Pires

Nenhum comentário:

Postar um comentário