segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Sou reacionário.

Não gosto dos congressistas que aprovam a demarcação de áreas indígenas nas
fronteiras de nosso país, maiores do que muitos países europeus, para
meia dúzia de índios aculturados e (muito bem) preparados no exterior, para formar uma nação ou várias, desmembradas do Brasil.
Não gosto de índios insuflados por interesses obscuros parando explanação de engenheiros de estatais com facões, para parar o lento andar do
progresso na construção de usinas hidrelétricas para geração de energia que tanto necessitamos (já tivemos apagões e teremos outros se não agilizarmos as novas construções).
Não gosto de bufões que gritam contra governos estrangeiros e vendem petróleo a eles. Não gosto de cocaleiros que estatizam empresas brasileiras sem o devido ressarcimento dos investimentos feitos em seus países.
Não gosto de esquerdistas eleitos em seus países, que querem discutir
Contratos firmados há mais de 30 anos, em hidrelétricas construídas com dinheiro tomado emprestado pelo Brasil, e, que nós estamos pagando com juros altíssimos.
Não gosto de governantes frouxos que não tomam atitudes enérgicas para
impedir a espoliação de nossos investimentos externos, que compram aviões de empresas estrangeiras em detrimento das nacionais. Não gosto de governantes semi-analfabetos que acham que instrução e educação não são importantes para o povo.
Não gosto de governantes, que pouco trabalharam na vida, aposentados como perseguidos políticos, tendo ficado menos de 24 horas detidos, que cortam o
próprio dedo para conseguir indenização e que moram ou moraram em casas
emprestadas por 'compadres'...
Não acredito em cotas para negros e índios. Dizem que sou racista. Mas,
para mim, racista é quem julga negros e índios incapazes de competir com os
brancos em pé de igualdade. Eu acho que a cor da pele não pode servir de pretexto para discriminar, mas também não devia ser fonte para privilégios imerecidos, provocando cenas ridículas de brancos querendo se passar por negros...
Não gosto da farta distribuição de Bolsas tipo: família, vale-gás, vale-
isso, vale-aquilo, que na realidade são moedas de troca nas eleições, para que certos partidos políticos com seu filiados corruptos, possam se perpetuar no poder. Tudo com o dinheiro arrecadado com os escorchantes impostos que pago e não há Saúde (vejam os péssimos hospitais e suas filas nas madrugadas), nem Educação de qualidade (vejam os resultados do Enem).

Não gosto das bases de sustentação de governos, eleitos de forma minoritária, com loteamento de cargos públicos e desvios de dinheiro público para partidos e seus filiados, como nos casos do mensalão e DETRAN.

Hoje não se pode mais deixar os filhos trabalharem com idade inferior a
18 anos, mas pode deixá-los fazer sexo em casa com o (a) namorado (a), sair nas festinhas e 'raves' e para beber e consumir drogas. Podem roubar e até mesmo matar, sem serem devidamente punidos pelas faltas (somente medidas sócio-educativas) cometidas, e, com 21 anos já estão de novo na rua para cometerem novos crimes.

Estou velho.
Não quero ouvir mais notícias de pessoas morrendo de dengue. Tapo os
ouvidos e fecho os olhos mas continuo a ouvir e ver. Não quero saber de crianças sendo arrastadas em carros por bandidos, crianças adotadas sendo maltratadas pelos pais adotivos, velhos jogados (ou amontoados) em asilos, ou de uma menininha jogada pela janela em plena flor de idade. Meu coração não tem mais força para sentir emoções desse tipo.

Estou mais velho que o Oscar Niemeyer.
Ele ainda acredita em comunismo, coisa que deixou de existir. Eu não acredito nessa estupidez. Sou capitalista e democrático.(Este parágrafo foi modificado por mim. O autor original dizia que ele "Não acredita em coisa alguma". Não é o meu caso.)

Bem, sou um brasileiro 'Reacionário', indignado com as sacanagens e
Roubalheiras deste país.
**O melhor da Democracia não é eleger os melhores, é derrotar os corruptos, os demagogos, os mentirosos, que são maioria.***

Autor desconhecido. Encontrei este texto na internet.

Nenhum comentário:

Postar um comentário