segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Digno de honra seja o matrimônio

Como é belo o amor conjugal!
A união entre marido e mulher
Tendo a aliança como sinal
Da fidelidade, como Deus quer.

Deus criou o homem primeiro
E viu que a solidão não era boa
Fez cair-lhe um sono certeiro
Tirou lhe uma costela e fez a varoa.

Deus os chamou para dar início
À celebração do casamento:
Heterossexual, monogâmico e vitalício.
Seriam um, a partir daquele momento.

Após a cerimônia, Deus os abençoou
E lhes disse para crescer e multiplicar
Adão, então, muito feliz ficou
Pois, agora tinha Eva para amar.

E assim, teve origem o matrimônio
Com o objetivo de a raça humana perpetuar
Unindo o corpo, a alma e o patrimônio
Daqueles que resolverem se casar.

Tudo o que Deus faz é bem feito
Porém, vem o homem com seus achismos
Querendo fazer as coisas do seu jeito
Inventou o divórcio e o homossexualismo.

Inventaram também a prostituição
O adultério, a poligamia, o concubinato
E outras coisas para 'melhorar a relação'.
Mas, nada disso é casamento de fato.

Eu me considero um privilegiado
Por ter encontrado um jóia tão preciosa
Na verdade, fui por Deus agraciado
Pois, Ele me deu uma esposa virtuosa.

Antes de casar, muitos erros cometi
Depois resolvi orar ao Senhor
E com a Sua Palavra aprendi
Que a base do casamento é o amor.

Aprendi também a não me prender
A uma pessoa que não teme a Deus
É preciso sabedoria para escolher
Para não tornar um inferno os dias meus.

Entre a busca, a oração e a espera
No início do ano de dois mil e um
Conheci uma moça linda e sincera
Percebi que tínhamos muito em comum. .

De namoro e noivado, foram dois anos
Decidimos, de livre e espontânea vontade
Em abril de dois mil e três nos casamos
Para estarmos juntos até a eternidade.

Passaram-se quase catorze anos
Desde que um ao outro dissemos sim
Lutas e dificuldades nós passamos
Mas, eu cuido dela e ela cuida de mim.

Para que o casamento possa durar
É preciso, primeiro, ter Deus no coração
Compreender, renunciar ao ego e amar
Acima de tudo, praticar sempre o perdão.


Weliano Pires































Nenhum comentário:

Postar um comentário