quinta-feira, 5 de novembro de 2015

O Deus que me vê 

O Deus que me vê
Leitura Bíblica: Gênesis 16.1-15
Eu o aconselharei e cuidarei de você (Sl 32.8).

Quando Hagar, grávida, refugiou-se no deserto para livrar-se da hostilidade de Sara, sua senhora, e parou diante do poço de Laai-Roi com o coração dilacerado pela dor da humilhação, jamais imaginou que poderia estar sendo observada por alguém que de fato se importava com ela. Hagar sofria pela omissão de Abraão e pela crueldade de Sara. Chorou com medo da solidão, da fome, do frio e do calor do deserto e da incerteza de um futuro obscuro e sem perspectiva tanto para si quanto para seu filho. Ela não conhecia Deus nem sabia seu nome, por isso chamou-lhe "O Deus que me vê", pois entendeu que Ele não estava alheio ao seu sofrimento.
Nesse momento de tamanha dor, percebeu que Deus era seu único amigo. Sua vida dependia dEle e seu futuro estava em suas mãos. Esse cuidado renovou sua esperança e, por Ele ter demonstrado interesse em seu sofrimento, Hagar decidiu obedecer-lhe, embora jamais pudesse imaginar que Deus dispensaria favor a uma escrava.

Deus quer estabelecer conosco um relacionamento verdadeiro e profundo, por isso observa cada um de nossos passos. Foi assim com Hagar. Para Deus era importante aproximar-se dela e, se não estivesse no deserto em uma situação totalmente vulnerável, ela talvez não teria percebido a presença de Deus nem ouvido sua voz.
Deus considera nosso sofrimento e não subestima nossa dor. Ele mede a intensidade de nosso amor por Ele, pois esquadrinha nosso coração. Sabe de nossos compromissos, conquistas e fracassos.

Num mundo onde muitos almejam honras e glórias, Deus está atento à mais humilde oração, mesmo daquele que vive na mais triste vergonha. Em tudo o que fazemos, Ele nos observa: não é possível sorrir sem que Ele contemple, nem chorar sem que Ele perceba. Deus participa de tudo isso conosco e, ainda que não nos demos conta de sua presença, Ele está junto de nós! - LFS

Deus observa sua vida; permita que Ele participe dela!
(Publicado no "Presente Diário 18"- RTM)


Nenhum comentário:

Postar um comentário