domingo, 8 de novembro de 2015

A paranóia escatológica do sinal da besta.

Tenho visto ultimamente muitos cristãos preocupados com o lançamento de um chip, que é usado para armazenar dados pessoais. Eles alegam que o tal chip é o sinal da besta e, portanto, não pode ser usado. São inúmeras mensagens que se espalham com essa paranóia.

Meus irmaos, pela Bíblia entendemos que a Besta (anticristo) se manifestará após o arrebatamento da Igreja. Então, o Cristão não tem que ficar preocupado com o sinal ou marca da besta, hoje. Temos que nos preocupar com o Arrebatamento da Igreja, para não ficarmos. Quem ficar, irá conhecer o anticristo e o sinal da besta.

Não há nenhum problema com o chip, assim como não houve com o código de barras e com a internet (www). As pessoas fizeram o mesmo terror na época em que eles foram lançados, afirmando que era o sinal da besta, pois, as somas que faziam dava 666.

Leiam abaixo, o comentário do renomado pastor, apologista evangélico, conferencista e escritor Ciro Sanches Zibordi, sobre o tal chip:

"Alguns sites (sensacionalistas, em sua maioria) estão divulgando que Barack Obama aprovou a implantação de biochips nos EUA como parte da reforma para a saúde em 2013. Tudo indica que essa notícia não passa de mais um factoide, produzido pelos conspiracionistas de plantão. Mas, e se ela fosse verdadeira? Em que isso nos afetaria?
Não é de hoje que a possibilidade de implantação de um chip no corpo humano assusta os incautos. E alguns pregadores, aproveitando-se disso, citam Apocalipse 13.14-16 para afirmar que tal microchip de 7 mm de comprimento e 0,75 mm de largura (tamanho de um grão de arroz) seria o sinal da Besta…

Segundo alguns especialistas que consultei, os tais biochips não seriam implantados na mão ou na testa (como alguns pensam), e sim na parte carnuda do braço, a fim de não interferirem na articulação e na função muscular. E a sua extração seria feita facilmente através de um procedimento cirúrgico simples.

Se alguém se acidenta e precisa de cuidados médicos emergenciais, não há muito tempo para a realização de exames pré-cirúrgicos. Nesse caso, se o paciente tiver um chip sob a pele contendo todo o seu histórico, isso ajudará, e muito, os médicos a adotarem a conduta correta.
Quanto ao sinal da Besta, não precisamos nos preocupar com isso. Por quê? Porque a Igreja não o receberá em hipótese alguma! Esse sinal não é um chip. Trata-se, na verdade, de uma marca para aqueles que, não tendo sido arrebatados pelo Senhor Jesus, escolherão, conscientemente, adorar a Besta (Anticristo). Eles serão convencidos pela segunda Besta, o Falso Profeta, de que o Anticristo é o “salvador do mundo”.
Segue-se que o sinal do Anticristo é uma marca, não revelada nas Escrituras, que separará os seguidores da Besta como adoradores conscientes desse preposto de Satanás. Graças a Deus, os salvos já estão marcados pelo sangue do Cordeiro e serão arrebatados antes da manifestação do Homem do pecado! Por que, então, precisamos nos preocupar com o sinal da Besta?".

Recomendo que os irmaos leiam o Livro "Erros escatológicos que os pregadores devem evitar", do Pastor Ciro Sanches. Será muito bom, para evitarmos essas especulações.


Nenhum comentário:

Postar um comentário