quinta-feira, 9 de agosto de 2012

É vergonhoso um pastor apoiar uma candidatura dessas...É incompatível com a ética que pregamos.


 João Paulo Cunha, mensaleiro e candidato a prefeitura de Osasco responde pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e peculato. Pelos crimes cometidos, pode ser condenado a 42 anos de prisão.
João Paulo também teria contratado de forma irregular uma empresa de comunicação para prestar-lhe serviços diretamente. Roberto Gurgel, Procurador Geral da República, afirmou ainda que o deputado desviou, em 2004, R$ 252 mil da Câmara dos Deputados em proveito próprio. Ele teria autorizado a subcontratação de uma empresa para a prestação de serviços que não foram executados. Quando foi acusado de participar no escândalo do Mensalão do PT, o deputado ainda ocupava a presidência. Foi descoberto um saque em nome de sua esposa no valor de R$ 50 mil no Banco Rural.

É ou não é vergonhoso um pastor evangélico apoiar um candidato com esse perfil e ainda ter a audácia de pedir que os fiéis votem numa figura dessas? Se na Igreja que faço parte algum lobo disfarçado de pastor ousar pedir votos para um tipo desses serei obrigado a retrucá-lo e divulgar o nome dele aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário