quarta-feira, 4 de abril de 2012

Como o DEM e o PT tratam os seus corruptos.

Qual é a diferença entre a corrupção de Demóstenes Torres e os mensaleiros petistas? Com relação aos corruptos, nenhuma! Tanto o comportamento de José Dirceu, Delúbio Soares, Waldomiro Diniz, quanto o comportamento do Demóstenes Torres são igualmente ABOMINÁVEIS!

A diferença está no comportamento dos partidos envolvidos em escândalos. O PT nega até hoje a existência do plano urdido e executado por José Dirceu para compra de apoio parlamentar ao governo Lula e age politicamente para blindar os réus do processo que se arrasta no STF.
O PT prestou homenagem aos seus corruptos e os nomeou ministros ou coodenadores da campanha da Dilma em 2010. O DEM, como já fizera no caso do ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda, de imediato cobrou publicamente explicações de seu filiado, num procedimento que inevitavelmente resultaria numa expulsão - que só não ocorreu porque Demóstenes se antecipou e pediu desligamento do partido.

A atitude dos democratas é exemplar, principalmente se comparada à de outros partidos, entre eles muitos dos que se aconchegam na base aliada, PT e PMDB à frente. Para esses, que como paradigma preferem os líderes que passam a mão na cabeça de seus "aloprados", parece prevalecer o princípio de que ética é uma coisa muito simples: basta não ser pego com a boca na botija.

Sou filiado ao DEMOCRATAS em São Paulo e não esperava outra atitude do meu partido, que não a expulsão deste crápula. Desafio alguém a mostrar-me um único petista que foi expulso do partido por corrupção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário