terça-feira, 8 de novembro de 2011

CARTA ABERTA AO REITOR DA USP

Magnífico reitor da USP,

Sou funcionário da reitoria e gostaria de parabenizá-lo, pela desocupação do prédio da reitoria. Estes rebeldes sem causa, estão passando dos limites e ameaçando o estado democrático de direito. Não se trata de movimento estudantil. O movimento estudantil defende as causas da educação, da ética na política e da democracia. O que se viu nesta e em outras ocupações que essa gente promoveu na USP foi depredação do patrimônio público, vandalismo, agressão a funcionários, repórteres e nestas últimas à Polícia Militar e Civil. Estas pessoas se acham acima da lei. Foram derrotados em votação feita entre eles mesmos na Administração da FFLCH. Não aceitando o resultado, resolveram invadir e ocupar a reitoria.

Vossa Magnificência fez muito bem em acionar a justiça, para a devida reintegração de posse. A Justiça Paulista, por sua vez, fez muito bem ao aplicar a lei e conceder a reintegração de posse, dando tempo mais do que suficiente para os alunos deixarem o prédio. Porém, concedeu o direito à USP de utilizar a força se necessário fosse, o que se comprovou ser necessário. Ao ver a reportagem e as imagens, causou-me indignação, ver os alunos da USP agredindo jornalistas com tijolos, prédios pichados e equipamentos de uso dos funcionários, quebrados. Li no portal MSN que a Polícia encontrou dentro da reitoria várias bombas caseiras. Lamentável.

Mais deprimente ainda é saber que o nosso sindicato, que deveria defender a Universidade e a causa dos funcionários apoiou e incentivou toda esta patifaria. Deveriam ter sido processados e indiciados os diretores do Sintusp Magno, Neli, Pablito e Brandão, por co-autoria nestes crimes, uma vez que eles estavam lá, fazendo apologia à violência e ao uso de drogas dentro do Campus, e apopiando toda a ação dos alunos.

Agradeço a atenção dispensada,
Weliano Pires Neto
Funcionário da Reitoria da USP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário